A Primeira Câmara do Tribunal de Contas do Estado do Paraná, através do Acórdão de Parecer Prévio nº 273/18, recomendando a irregularidade da Contas do ex-prefeito Gico referente ao Exercício de 2008. Como a decisão já transitou em julgado, o processo já se encontra na Câmara de Vereadores de Santa Helena, pois cabe aos Vereadores a competência de aprovar ou rejeitar as contas.

A comissão de Finanças e Orçamento já está elaborando parecer pela rejeição, mas, como o ex-prefeito, bem como a maioria dos vereadores se aliaram a atual administração, inclusive, a vereadora mulher do ex-Gico, é bem provável que, mesmo constatadas inúmeras irregularidades pelo Tribunal de Constas, a maioria dos vereadores, irão ignorar, por conveniência, e aprovar as contas do ex-prefeito Gico. Cabendo, assim, aos vereadores que discordarem o encaminhamento ao Ministério Público para apurar as improbidades administrativas apontadas pelo Tribunal de Contas.

Deixe uma resposta