Certidão do Cartório Eleitoral, informou que apenas 12 partidos estão vigentes e aptos a disputar a eleição em Santa Helena: CIDADANIA-23-DEM-25-MDB-15-PDT-12-PL-22-PODE-19-PP11-PSC-20-PSD-55-PTB-14-REPUBLICANO-10 e SOLIDARIEDADE-27. O fato que mais chama a atenção é que os dois maiores partidos até a pouco tempo, como PT e PSDB, que tem como vereadora TANIA MAFFINI, sequer aparecem na lista dos partidos vigentes ou aptos a lançar candidatos.  Diante dessa realidade e, já há algum tempo, a maioria dos partidos estão se “alinhando” ou estão sendo “coaptados” pelos benesses do poder e, certamente vão compor o grande “chapão”, cuja voz das ruas já atribuiu a “singela” designação de “os traidores e seus comparsas” e vão tem muito tempo no programa eleitoral para “explicar” como conseguiram os gastos de mais de ½ bilhão de reais com pessoal, empresas terceirizadas e algumas empreiteiras, além de contar com os 2 bilhões do fundo partidário, na verdade, o fundo tirado do seu, do nosso bolso, do seu suor, cujo valor daria para construir 60 mil casas populares ou pagar a aposentadoria de quase 2 milhões de benefícios ao cidadãos que esperam na fila do INSS. Falando em partidos e adesões, já vai começar a temporada do troca- troca, pois no próximo mês, ou seja, no máximo até 4 de abril, prazo em que os pretensos candidatos devem se filiar a algum partido, muitos políticos, especialmente, alguns vereadores e até o atual prefeito, devem mudar de partido. É claro que não é em benefício do povo, mas apenas pela conveniência pessoal de continuar a se beneficiar, usar e abusar do poder para tentar uma nova reeleição, sempre com aquele discurso de que a “união” faz a força. Deles é claro. Afinal, há muito que os políticos ou partidos não tem ideologias, apenas interesses próprios e inconfessáveis. É só esperar para ver.

Deixe uma resposta