Na data de ontem 12 de fevereiro de 2020, por volta das 9:30 horas, o cidadão ADILSON ASTRISSI, registrava fotos e filmagens de uma equipe da empresa terceirizada Costa Oeste, cujos funcionários, usavam um caminhão munck da prefeitura para trocar as lâmpadas dos postes na Avenida Brasil, entre as ruas Belo Horizonte e São Francisco, onde foi surpreendido pela agressão de um desses contratados da Costa Oeste, que partiu sobre a vítima, causando lesões corporais, como noticiado no boletim de ocorrência.

Segundo o agredido ADILSON e como demonstram as imagens, apenas estava fotografando e filmando a equipe de manutenção da prefeitura, quando passou a ser xingado por um dos funcionários da empresa terceirizada, o qual nominado no Boletim de Ocorrência nº 2020/176610 no Batalhão da Polícia Militar de Santa Helena.

Segundo o Boletim de Ocorrência, as 9:45 horas, foi solicitada a equipe policial com viatura para atender a ocorrência em que foi   registrado a natureza da chamada, como de lesão corporal-crime contra a pessoa, em que o agredido manifestou o interesse de representar o agressor, sendo que já foi lavrado termo de compromisso de comparecimento do agressor ao Juizado Especial Criminal para o dia 03 de março de 2020 e instaurado o processo nº 0000361-36.2020.8.16.0150 em que figura como autor do fato ROBERTO ANDRE PAULI.

Segundo o agressor, houve uma discussão por causa das filmagens e após ofensas, teria culminado em agressão.

Todavia, segundo a vítima agredida, há algum tempo vem recebendo ameaças por causa de sua atuação na fiscalização das obras e serviços da prefeitura e manifestações através de mídias alternativas sobre o mau uso e desperdícios do dinheiro público, inclusive, com denúncia que já está tramitando no Ministério Público sobre irregularidades que estariam ocorrendo na empresa Terceirizada Costa Oeste, especialmente, sobre as indicações e o nepotismo político.

Embora, não imaginasse que as ameaças “veladas” viessem a se concretizar, agora com a agressão, deixaram claro que pretendem intimidar os cidadãos que pretende fiscalizar e por isso comunicará os fatos a todos os órgãos de proteção, inclusive na denúncia já formulada Ministério Público contra a empresa terceirizada, bem como não vai se intimidar e continuará registrando e buscando mais informações e documentos para que os responsáveis sejam punidos e apuradas a irregularidades.

A pós o fato ocorrido, o vídeo da agressão viralizou nas mídias sociais, de forma que ao ver o ocorrido o Secretário de Agricultura Osmar Ben, em áudio numa mídia social, estimulando a violência, afirma: “se eu estivesse lá eu era capaz de dar uma boxada na orelha desse babaca ai”.

Confira o áudio e o vídeo do momento da agressão.

Áudio do Secretário Osmar Ben.

Deixe uma resposta