Assim, a atual gestão, além de demonstrar que não tem rumo, também demonstra que não tem projetos a médio ou logo prazo. Exemplo disso, é mais uma troca de Secretário de Desenvolvimento Econômico, a terceira, em pouco mais de 2 anos e, por ser uma das principais secretarias que deveria planejar e investir no fomento da geração de emprego e renda, o que se percebe é uma prioridade em acomodar “potenciais” partidários ou apoiadores, sempre visando o empreguismo público, afinal cada Secretário, a exemplo dos escândalos federais, tem sua “trupe” de apadrinhados. Aliás, os projetos previstos no Plano de Governo do qual foi vice, ou foram abandonados ou não tem continuidade, como é o caso do Frigorífico que já deveria estar quase concluído, mas até a placa da implantação está enferrujada e nenhuma notícia sobre sua continuidade. Aliás, mesmo que seja iniciada na véspera das eleições, qualquer resultado só viria daqui a mais 4 ano. Espera-se que o novo Secretário de Desenvolvimento Econômico, desenvolva, decida ou finalize alguma coisa das dezenas de pendências e projetos.

Deixe uma resposta